Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/pmaaoorg/public_html/plugins/system/t3/includes/menu/megamenu.php on line 137

Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/pmaaoorg/public_html/libraries/cms/application/cms.php on line 460
Quem Somos
Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/pmaaoorg/public_html/plugins/system/t3/includes/lessphp/less/less.php on line 9386

Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/pmaaoorg/public_html/plugins/system/t3/includes/lessphp/less/less.php on line 9394

Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/pmaaoorg/public_html/plugins/system/t3/includes/lessphp/less/less.php on line 9399

Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/pmaaoorg/public_html/plugins/system/t3/includes/lessphp/less/less.php on line 9405

Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/pmaaoorg/public_html/plugins/system/t3/includes/lessphp/less/less.php on line 9415

Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/pmaaoorg/public_html/plugins/system/t3/includes/lessphp/less/less.php on line 9418

Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/pmaaoorg/public_html/plugins/system/t3/includes/lessphp/less/less.php on line 9438

Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/pmaaoorg/public_html/plugins/system/t3/includes/lessphp/less/less.php on line 9443

Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/pmaaoorg/public_html/plugins/system/t3/includes/lessphp/less/less.php on line 9464

Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/pmaaoorg/public_html/plugins/system/t3/includes/lessphp/less/less.php on line 9471

 


O QUE SOMOS

 


Somos uma Plataforma/Rede de Organizações Femininas Angolanas, designadamente da Sociedade Civil, Organização Comunitária de base, Sociedades de Senhoras de Igrejas, Mulheres Parlamentares e com cargos de Direcção nas Instituições de Estado, Organizações Femininas Partidárias, pessoas individuais e outros movimentos de mulheres.


Legalmente estabelecidos ou em vias de legalização que promovam o Género e lutam pela defesa dos Direitos Humanos e dos Direitos das Mulheres nos vários domínios de abordagem, com vista à constituição de uma sociedade equilibrada entre Homens e Mulheres na busca da maior participação das mulheres nos diferentes Órgãos de tomada de decisão da vida pública e política do país.


 



Possui a PMA uma Personalidade Jurídica e os seus Estatutos foram publicados no Diário da República na III Série nº 112 de 2 de Julho de 2009; e está registrado no IPROCAC (Instituto de Promoção e Coordenação da Ajuda às Comunidades) e registrado no Ministério da Justiça.


 

NOSSOS PRINCPAIS ORGÃOS

Assembleia Geral

Conselho Directivo

Conselho Fiscal

E a Direcção Executiva



NOTA EXPLICATIVA

VALORES

NOSSOS

VALORES & DESAFIOS


A PMA assume Valores que são Princípios, Atitudes e Convicções, pois eles são importantes e, fundamentam a existência e o trabalho da Organização. A organização abraça esses Valores claramente, que ajudam a Organização a reagir rapidamente e decisivamente quando ocorrem situações inesperadas. Trabalha e tem como cultura o cumprimento dos seus Valores e servir como modelo no seio da Sociedade. 


A Organização pratica uma gestão honesta, cuidadosa, participativa e séria de todos os recursos, no quadro da Transparência e Honestidade. Ela promover acções comunitárias e posições institucionais duma forma responsável, praticando o Amor e a Humildade em todos os seus actos e domínios. 


A PMA trabalha igualmente na base do respeito promovendo a igualdade de sexo e unidade entre as OFM, e também no seio das Comunidades. Na execução das suas actividades, coloca como prioridade o Desenvolvimento Humano e Institucional, incluindo a Defesa e a Protecção das Mulheres. Todos os Intervenientes da Instituição assumem viver e praticar esses Valores, pois são realmente o mérito no contexto da Organização. Esses Valores são um conjunto de crenças que orientam as actividades e operações dentro da Organização.


 


NOTA EXPLICATIVA

DESAFIOS


Angola é um país com uma grande extensão territorial. Onde mulheres angolanas não escapam na sua generalidade dos problemas que enfrentam, e no mundo através do desenvolvimento e não só apenas. Em Angola existem mulheres no Sector Formal e Informal, Associações e Organizações Femininas de vários níveis, Grupos de mulheres por interesses diversos, Mulheres nas Igrejas, Partidos Políticos, nas diversas  Entidades Públicas e Privadas, sem esquecer as várias Mulheres não organizadas no país. 


A PMA tem consciência da vulnerabilidade das Jovens, Adolescentes e Mulheres em geral com qualidade de vida baixa e sérios problemas de desenvolvimento de suas habilidades;


Surgindo assim o desafio de mobilização de todos para trabalhar juntos, coordenar os esforços individuais e colectivos, e capitalizar as sinergias institucionais para poder imprimir maior dinamismo e celeridade na execução dos Programas e Projectos orientados para resultados, contribuindo desta forma na implementação das políticas, estratégias e medidas do Governo no Combate a pobreza, redução das desigualdades do Género e o Desenvolvimento social e econômico.


Como realizar este desafio de atingir mais mulheres nas províncias, municípios, comunas e mesmo aldeias?


 

A PMA pode fazer actividades e buscas através de suas acções reais para o beneficio de mulheres e não apenas.


 

continuará trabalhando para reunir as condições, sem sentido de conquista do estatuto de utilidade pública para melhorar a contribuição da vida e crescimento das mulheres em angola.


Quando se pensa no passado, o que a PMA fez desde a sua fundação, no seu presente, o que faz até hoje; e ao seu futuro, o que a PMA fará durante os próximos cinco anos (2018-2022), uma organização que irá enfrentar grandes e novos desafios no quadro de cumprimento da sua missão.

 


LOCAIS

DE ACÇÃO



Com muito trabalho e dedicação conseguiu a PMA acumular conhecimentos e experiências para resolução de novos problemas, tanto no domínio operacional como na vida das mulheres em Angola.


Actualmente a PMA está intervindo em 3 províncias nomeadamente

 

 

Províncias

Localidades com acção

Luanda

Ngolome, Bom Jesus, Icolo e Bengo

Benguela

Cangoia, Bocoio; Banda e Mustivi, Ganda

Huíla

Vilel e, Aldeia das Neves e Humpata

 

IGUALDADE

FUTURO


A PMA pensa através das suas Organizações Femininas Membros e Organizações Comunitárias de Base, nas províncias e municípios do país, atingindo mais Mulheres e reforçando suas vendas, nas famílias, empresas, Igrejas, Partidos políticos e outras Instituições para conseguir as mudanças no equilíbrio do Gênero, Desenvolvimento e Combate a Pobreza.


Ao nível institucional pensa-se encontrar com Mulheres e sem cargos no aparelho do Estado, nas Organizações Femininas Partidárias em vários níveis, novas Entidades públicas e privadas, nas Organizações Femininas da Sociedade Civil (OFSC), nas Igrejas, nos Grupos Locais, nas Associações e nas OCB´s. A mobilização deve ser direccionada nestas Entidades e aglomerações afectadas, naturalmente para mobilizar, preparar e organizar mais Mulheres para participar do processo de mudança para o presente e futuro de uma sociedade equilibrada.


Por muitas vezes existem alguns programas direccionados a homens sobre o género e desenvolvimento, a PMA cria acções específicas dirigidas em várias instituições públicas ou privadas, e mesmo seio de comunidades, com a intenção de atingir mais homens de formas que sejam informados, sensibilizados, formados e envolvidos no processo e garantam sua participação plena na transformação desejando cada vez mais irreversível. Quanto mais homens preparados e envolvidos no processo de transformação, com o suporte e a acção desses, a velocidade será maior e os resultados serão atingidos talvez com mais flexibilidade, a forma mais afectada no desenvolvimento social e económico.


 


INSTRUIR

 


A PMA actua como suas Organizações Femininas, OCB e outras Instituições externas, em acções para influenciar e promover o Género e Desenvolvimento, junto aos Legisladores, Grupo de Mulheres Parlamentares, MINFAMU e outras Instituições do Estado em Angola, produção de novas Leis e outros Instrumentos legais.


Também usa os meios disponíveis para lançar Campanhas de divulgação de vários instrumentos jurídicos, Leis, Normas e Tratados, tanto Internacionais, Regionais e Nacionais Existentes, para facilitar o acesso para Mulheres como Homens, de formas a garantir o engajamento e participação de todos na sua aplicação, e mesmo na Monitoria sobre a implementação das políticas e dos seus correspondentes projectos e outras acções complementares.


 


PRIMAMOS PELA

IGUALDADE